Seu navegador não suporta javascript
Portal do Governo Brasileiro

PERGUNTAS FREQUENTES

1) Quais são as principais mudanças da segunda edição em relação à primeira?

O III Prêmio Experiências Educacionais Inclusivas – a escola aprendendo com as diferenças é constituído por 02 (duas) categorias e 01 (uma) Menção Honrosa:

  • Categoria 1 - Secretarias de Educação – - Abrange experiências de gestão no âmbito das redes de ensino Municipal, Estadual e do Distrito Federal, na organização e oferta da educação infantil na perspectiva inclusiva. Os Relatos de Experiências inscritos devem representar os processos instituídos que contribuam para o desenvolvimento inclusivo dos sistemas de ensino, destacando as práticas de gestão voltadas ao pleno acesso e à garantia do atendimento educacional especializado (AEE) na educação infantil.
  • Categoria 2 - Escolas Públicas – - Abrange experiências realizadas nas escolas públicas de educação infantil ou de educação básica com educação infantil, no âmbito Estadual, Municipal, Estadual e do Distrito Federal. Os Relatos de Experiências inscritos devem representar os processos de construção do Projeto Político Pedagógico (PPP) e de desenvolvimento das práticas pedagógicas inclusivas, destacando a elaboração e execução do Plano de Atendimento Educacional Especializado.
  • Parágrafo único. A Menção Honrosa será concedida a um curso de formação de professores, de nível inicial ou continuado, que se destaque pela abordagem da educação infantil na perspectiva inclusiva, contribuindo, dessa forma, para a construção de um sistema educacional inclusivo.

2) Qual o período das inscrições?

O período de inscrições será de 29 de agosto de 2013 até o dia 25 de outubro de 2013.

3) Depois de enviada, posso alterar a experiência da minha escola?

Não. As Experiências, uma vez encaminhadas, não poderão ser alteradas.

4) Quais os critérios de avaliação das experiências?

De acordo com o artigo 14 do Regulamento, os critérios de avaliação das experiências estão divididos em eliminatórios (1 e 2) e classificatórios (3 ao 10):

I – Categoria 1 (um): Secretarias de Educação
  • 1. Foco no tema da inclusão escolar de crianças público–alvo da educação especial na educação infantil;
  • 2. Coerência com os objetivos da Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva Inclusiva;
  • 3. Indicação de resultados alcançados com relação à garantia do acesso e participação de crianças público–alvo da educação especial, na educação infantil;
  • 4. Citação de atos normativos ou publicações institucionais com orientação para a construção do Projeto Político Pedagógico –PPP da(s) escola(s) de educação infantil na perspectiva da educação inclusiva;
  • 5. Descrição dos mecanismos de gestão adotados para integrar a etapa de educação infantil e a modalidade de educação especial;
  • 6. Menção às formas de participação dos diversos segmentos da comunidade que contribuam para o desenvolvimento inclusivo do sistema de ensino;
  • 7. Referência à articulação intersetorial das políticas públicas para assegurar o pleno acesso à educação das crianças público–alvo da educação especial;
  • 8. Indicação das políticas educacionais voltadas para a organização e a oferta do Atendimento Educacional Especializado (AEE) na educação infantil, contemplando a acessibilidade física, pedagógica, nos transportes, nas comunicações e informações;
  • 9. Referência às relações de interface da gestão com as instituições de educação superior, as instituições especializadas, entre outras, que contribuam para assegurar um sistema educacional inclusivo desde a educação infantil.
  • 10. Indicação de política voltada à formação de professores que atuam na educação infantil, considerando as estratégias pedagógicas e a oferta do AEE nesta etapa de escolarização.
II - Categoria 2 (dois): Escolas Públicas
  • 1. Foco no tema da inclusão escolar de crianças público–alvo da educação especial na escola de educação infantil;
  • 2. Coerência com os objetivos da Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva Inclusiva;
  • 3. Indicação de resultados pela escola na garantia do acesso e participação de crianças público–alvo da educação especial, na educação infantil;
  • 4. Construção do Projeto Político Pedagógico – PPP da escola, contemplando a organização e oferta da educação infantil na perspectiva da educação inclusiva;
  • 5. Menção à forma de gestão da escola, demonstrando a prática democrática, colaborativa e participativa entre gestores, educadores e demais segmentos da comunidade escolar;
  • 6. Descrição de estratégias pedagógicas inclusivas considerando os diversos contextos da educação infantil;
  • 7. Referência à elaboração e à execução do Plano de Atendimento Educacional Especializado (AEE);
  • 8. Indicação de formas articulação da escola com demais políticas e serviços que contribuam com a inclusão escolar das crianças público–alvo da educação especial;
  • 9. Referência às condições de acessibilidade na escola: física, pedagógica, nas comunicações e informações;
  • 10. Indicação dos processos de formação dos professores que atuam na educação infantil, considerando a educação inclusiva e a oferta do AEE nesta etapa de escolarização.

Parágrafo único. A concessão da Menção Honrosa a um curso de formação de professores que aborde a educação infantil na perspectiva da educação inclusiva considerará as indicações das Secretarias e das Escolas e suas respectivas justificativas, tendo por base o critério 10 (dez) de seleção dos Relatos de Experiências, categorias 1 e 2 respectivamente.

5) Como vou saber se a minha experiência foi selecionada para a fase final?

A Comissão Organizadora informará até 22 de novembrol de 2013, pela imprensa, pelo sítio http://peei.mec.gov.br e pelos sítios do Ministério da Educação - MEC http://www.mec.gov.br e Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura - OEI http://www.oei.org.br os 6 (seis) Relatos de Experiências que serão premiados.

6) Quantas experiências posso inscrever?

Cada escola ou Secretaria de Educação poderá inscrever um Relato de Experiência em uma das categorias especificadas.

7) Quem faz o prêmio Experiências Educacionais Inclusivas - A Escola Aprendendo com as Diferenças?

A coordenação e execução do II Prêmio EXPERIÊNCIAS EDUCACIONAIS INCLUSIVAS – A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS estão a cargo do Ministério da Educação – Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão – MEC/SECADI, em conjunto com a Organização dos Estados Ibero–americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura – OEI e a Fundação MAPFRE.

  • UNDIME
  • CONSED
  • FUNDACÍONMAPFRE
  • OEI
© Ministério da Educação. Todos os direitos reservados | Desenvolvimento: DTI - MEC - Governo Federal